Blog

Antigo e Moderno – O casamento que dá certo

Entrar em uma sala onde só tem objetos antigos pode te remeter a um cenário de novela de época. Já, ao chegar em um quarto só com móveis modernos, talvez você sinta que o ambiente seja um pouco impessoal, certo?

@destaque-blog

A tendência queridinha do momento quando se fala em decoração, e que é a solução para o problema acima, é misturar elementos antigos com itens modernos. Essa combinação traz mais charme e conforto para o ambiente.

As peças mais antigas contam a história da família e mantêm as boas lembranças sempre vivas, já os móveis modernos são marcados pela simplicidade dos seus traços retos, e é comum vermos esses dois estilos contracenando juntos. O antigo e o moderno podem e devem se completar! No entanto, é preciso ter cuidado e atenção para evitar exageros, uma característica indispensável é sempre buscar o equilíbrio na dosagem de cada estilo.

tripa1

Na hora de escolher os objetos mais modernos, prefira o estilo mais funcional, como os de design reto, e mais sofisticados na cozinha, luminárias e cadeiras para a sala e estantes quadradas para o quarto.

Quando a dúvida sobre a cor surgir na hora de combinar, lembre-se sempre de contrastá-las. Aposte em móveis de tons mais coloridos, se a cores que predominam o ambiente forem neutras, mas se o seu ambiente for composto de peças mais coloridas, aposte nos móveis de tons naturais.

Mas fique atento: ambientes que possuem peças e acessórios em excesso, não geram um bom apelo visual.

SALA DE JANTAR: Detalhes que fazem a diferença!

Para quem gosta de receber os amigos em casa ou tem família grande, a sala de jantar é um ambiente muito importante. Além disso, aquele espaço ocioso e esquecido, que só funciona nos dias de festa, não existe mais! Nas casas contemporâneas, todos os espaços da casa devem ser aproveitados e funcionais, e para isso um bom planejamento é fundamental!

mesas-cadeiras-sala-jantar-contemporanea

Mesa
Em primeiro lugar, deve-se avaliar o uso que ela vai ter, a quantidade de pessoas que ela deve atender e o espaço disponível. Só depois disso é que podemos dimensionar a mesa, as cadeiras, e aí sim pensar nos materiais.
É importante que o espaço ao redor da mesa seja de no mínimo 0,90cm para permitir a circulação, mas se o espaço permitir, a circulação de 1,20m é a medida ideal.

Cadeiras
Aqui o tamanho também é muito importante. Se sua mesa já é pequena e a circulação em volta dela é mínima, não dá pra colocar cadeiras imensas. Então, a regra continua sendo a da proporção ao espaço e, principalmente, ao tamanho da mesa. Reserve os modelos com braço apenas para as cabeceiras, no restante da mesa eles atrapalham um pouco a mobilidade.

Iluminação
Ela deve ser difusa para ficar mais aconchegante, e deve evitar o foco direto sobre a mesa, que pode esquentar ou refletir nos olhos. O ideal é escolher um pendente, ou mais de um, dependendo do tamanho da mesa. Os modelos mais atuais são grandes e decorativos, criando um bonito efeito além da iluminação.